26 de abril de 2016

Exercícios sobre a questão do trabalho em Marx, Weber e Durkheim

Trabalho e sociedade: explicando as bases da sociedade de classes
A questão do trabalho em Marx, Weber e Durkheim

Para a Sociologia, a vida cotidiana é marcada profundamente pela maneira como as relações de trabalho se apresentam em determinado momento histórico.
Karl Marx, Max Weber e Émile Durkheim dedicaram uma parte central de suas teorias à reflexão sobre o mundo do trabalho capitalista. De formas diferentes, esses expoentes do pensamento socioeconômico elaboraram análises que ainda hoje ajudam a compreender a sociedade em que vivemos.
1) Quais são os três elementos que Karl Marx identifica no processo de trabalho?
Marx identifica três elementos no processo de trabalho: a força de trabalho (o potencial humano), o objeto de trabalho (aquilo que será modificado pela atividade humana) e o meio de trabalho (os instrumentos utilizados para produzir ou mesmo o espaço onde se produz).

2) Segundo Marx, o principal mecanismo utilizado pelos donos dos meios de produção para se obter lucro é a mais-valia. Como isso acontece?
A mais-valia é o excedente de valor obtido pela exploração do trabalho. Como isso acontece? A transformação de uma matéria-prima agrega valor ao produto. O trabalho por si só gera valor. A força de trabalho, sendo pensada como uma mercadoria, que pode ser vendida e comprada, quando empregada na transformação de um objeto de trabalho, acrescenta valor ao produto. Esse valor que é acrescido ao produto, no entanto, não é repassado ao trabalhador, mas é apropriado pelos donos dos meios de produção.

3) Quais são as duas formas de se obter a mais-valia?
Há duas formas de se obter a mais-valia. A primeira está relacionada ao aumento de horas trabalhadas, o que permite ao burguês se apropriar do aumento de riqueza gerada pelo proletariado, já que ele passa mais tempo trabalhando e aumenta a produção. Essa é a mais-valia absoluta.
A segunda forma é aquela que deriva da incorporação de tecnologia ou de organização do trabalho que aumenta a produtividade do trabalhador. Ele não tem a sua jornada de trabalho aumentada, mas produz mais riqueza no mesmo período de tempo. Essa é a mais-valia relativa.

4) Para Marx, como acontece a exploração do trabalhador?
Para Marx, a exploração do trabalhador começa com a expropriação dos meios de produção sofrida por ele. Do processo de trabalho no qual os homens coletivamente transformam e produzem restou ao trabalhador  somente a força de trabalho, que é vendida ao capitalista como uma mercadoria. O proletariado é explorado pela burguesia quando esta se apropria do excedente da produção, o que configura uma forma de desigualdade social.

5) Max Weber ao analisar o tema trabalho partiu de pontos de vista diferente ao de Karl Marx. Explique a visão religiosa de Weber sobre o trabalho.
Para Weber o capitalismo industrial tem a sua origem na ideologia puritana e calvinista.
Havia presença muito significativa de protestantes entre os empresários e os trabalhadores qualificados nos países capitalistas mais industrializados. Weber imaginou que deveria existir uma relação entre  certos valores calvinistas e protestantes e a origem do capitalismo moderno.
apontando as conexões entre as mudanças na esfera religiosa e as transformações na economia - o que Max Weber chama de espírito do capitalismo - haveria uma associação entre trabalho  e a possibilidade  de salvação espiritual.

6) Como Weber explica a existência de ricos e pobres?
Weber afirma que, para os protestantes, é a partir do sucesso profissional que o indivíduo recebe a indicação da salvação: o sucesso do seu trabalho é o sinal divino de que a pessoa será salva. Com isso "explicaria" a existência de ricos e de pobres, os ricos seriam, então, disciplinados e imbuídos de espírito empreendedor, ao passo que os pobres se deixariam levar pela imprevidência e pela preguiça, motivo pelo qual não teriam prosperado. Assim, Deus abençoaria seus escolhidos por meio do sucesso do seu trabalho.

7) Émile Durkheim argumenta que o trabalho representa uma esfera primordial para a existência da solidariedade em uma comunidade. Explique o que isso significa.
Durkheim argumenta que a intensa Divisão Social do Trabalho se consolida como um dos fatores que possibilitam a existência de coesão social.
O trabalho representa uma esfera primordial para a existência da solidariedade em uma comunidade. Diferentemente do senso comum, que costuma definir tal conceito como sinônimo para ações altruístas, Durkheim desenvolve a ideia que representa todo tipo de elemento ou característica que explica a harmonia entre os indivíduos de uma sociedade.

8) Quais os dois tipos de solidariedade gerada pela especialização da divisão do trabalho?
A solidariedade mecânica é típica das sociedades pré-capitalistas, nas quais a coesão social se constrói a partir da forte identificação dos indivíduos com as tradições e costumes culturais da comunidade, pois a divisão do trabalho pouco influencia nas relações. Nesses casos, a consciência coletiva produz intenso poder de coerção nas ações individuais.
A solidariedade orgânica existe nas sociedades capitalistas, caracterizadas pelo alto grau de divisão do trabalho e maior heterogeneidade cultural. A grande diversidade de funções e trabalhos produzidas nessas sociedades faz com que se fortaleça a interdependência entre seus integrantes.

Fonte: Vários autores. Sociologia em movimento. 1 ed. São Paulo, Moderna, 2013.

21 de abril de 2016

Etapas do capitalismo

CAPITALISMO
Sistema econômico que se desenvolveu na Europa com a crise do feudalismo e se expandiu econômica e territorialmente pelo mundo a partir do século XVI. Desde então vem se transformando: passou por diversas etapas marcadas por características diferentes no que tange às relações de produção e de trabalho, às tecnologias empregadas e às doutrinas que orientam seu funcionamento. É também chamado de economia de mercado.

Capitalismo Comercial


Características
- Os locais  onde o capitalismo comercial mais se desenvolveu foram: cidades italianas de Gênova e Veneza, Espanha, Portugal, Alemanha, França, Inglaterra e Países Baixos;
 - Impulso comercial através das conquistas de territórios na África e América, principalmente por Portugal e Espanha. Estes países colonizaram e exploraram colônias, retirando recursos naturais (principalmente ouro). Um dos exemplos foi a exploração feita por Portugal em sua principal colônia, o Brasil;
 - Grande poder econômico, social e político da burguesia comercial;
 - Uso de mão de obra escrava de origem africana, principalmente nas colônias portuguesas e espanholas;
 - Mercantilismo: política econômica que priorizava o acúmulo primitivo de capital, metalismo (riqueza através de ouro e prata), protecionismo alfandegário, Pacto Colonial (relações comerciais exclusivas entre Metrópole e Colônia) e a balança comercial favorável (mais exportações do que importações);
- Desenvolvimento do sistema bancário que favoreceu o avanço do capitalismo comercial.

Capitalismo Industrial
 Características
 - Atividades industriais como principal fonte de negócio e lucros. Destaque para a indústria têxtil.
 - Concentração de renda nas mãos da burguesia industrial (grandes donos de indústrias);
 - Alta desigualdade social, pois os lucros ficavam quase integralmente com os donos de indústrias que pagavam salários muito baixos para os operários;
 - Evolução nos meios de produção com a invenção e uso de máquinas a vapor. Aumento da produção com custo mais baixo.
 - Uso do carvão como fonte de energia e ferro como principal matéria-prima;
 - Desenvolvimento de meios de transporte (locomotivas e navios a vapor) rápidos e de longas distâncias para atender a logística.
 - Uso nas indústrias de mão-de-obra assalariada;
 - Salários baixos, poucos direitos trabalhistas e exploração de mão de obra infantil. Grande parte dos operários vivia em péssimas condições sociais.
 - Êxodo rural - saída de trabalhadores do campo para buscar empregos nas indústrias das cidades;
 - Crescimento desordenado das cidades industriais europeias com piora na qualidade de vida e surgimento de problemas sociais;

Capitalismo Financeiro ou Monopolista
Características
- Forte presença, na primeira metade do século XX, de empresas (indústrias, comércios e finanças) monopolizadoras;
 - Integração do capital industrial ao bancário;
 - Busca de lucros expressivos no mercado financeiro, através da negociação de ações, moedas, derivativos e outros produtos financeiros;
 - Fortalecimento do sistema de empréstimos e financiamentos para aquisição de bens (imóveis, carros e outros produtos);
 - Fortalecimento das bolsas de valores;
 - Surgimento de empresas multinacionais (transnacionais);
 - Aumento da importância dos bancos na vida das empresas e pessoas. Dependência para pagar contas, obter empréstimos e financiamentos, investimentos e outras atividades financeiras.
 - Aumento da especulação financeira nos mercados;
 - Aumento dos lucros dos bancos, financeiras, corretoras de seguros e corretoras que operam com ações nas bolsas de valores;
 - Surgimento e valorização de profissões voltadas para o mercado financeiro;
 - Surgimento, uso e dependência de sistemas tecnológicos nas operações financeiras.

Capitalismo Informacional
Características:
- Grande importância dos sistemas de computadores, principalmente dos interligados através de redes como, por exemplo, a Internet.
 - Valorização das empresas que produzem conhecimentos atrelados ao desenvolvimento tecnológico (computadores, videogames, smartphones, notebooks, tablets, softwares, aplicativos, redes sociais, sistemas de buscas entre outros).
 - Uso de mão-de-obra especializada e qualificada. Valorização da mão-de-obra jovem com amplo conhecimento tecnológico e desenvolvimento criativo.
 - Surgimento e desenvolvimento de pequenas empresas especializadas em desenvolvimento de softwares e aplicativos. Estas empresas, em sua fase inicial, são conhecidas como startups.
 - Grande valorização da criatividade e de conhecimentos amplos dentro das empresas.
 - Valorização e aumento da produção e comercialização de produtos tecnológicos.

                                                        ETAPAS DO CAPITALISMO

Fonte: SENE, Eustáquio de&MOREIRA, João Carlos. Geografia geral e do Brasil: espaço geográfico e globalização. Vol. 2. 2014.
UOL Educação Pesquisa Escolar
Sua Pesquisa.com



20 de abril de 2016

Questões sobre coordenadas geográficas

1) (UENP) Com base na figura a seguir, assinale a alternativa correta.
a) O ponto B situa-se no paralelo 40º N e 80º W de Greenwich.
b) O ponto C está situado a 20º de latitude Sul e a 40º de longitude oeste.
c) Os pontos A e B estão situados nos hemisférios oriental e setentrional.
d) O ponto D está situado a 10º ao sul do Equador e 20º do hemisfério ocidental.
e) Os pontos A e C situam-se nos hemisférios ocidentais e os pontos C e D encontram-se nos hemisférios boreais ou austrais.

2)(UFRN)Analise a figura abaixo e assinale a opção que corresponde, respectivamente, às coordenadas geográficas dos pontos X e Z.
a)X: 60º de Latitude Sul /15º de Longitude Oeste
   Z: 30º de Latitude Sul / 90º de Longitude Leste
b)X: 15º de Latitude Norte / 60º de Longitude Leste
   Z: 90º de Latitude Norte / 30º de Longitude Oeste
c)X: 60º de Latitude Norte / 15º de Longitude Leste
   Z: 30º de Latitude Norte / 90º de Longitude Oeste
d)X: 15º de Latitude Sul / 60º de Longitude Oeste
   Z: 90º de Latitude Sul / 30º de Longitude Leste

3) A_________________ é a distância, em graus, de qualquer ponto da superfície terrestre em relação à Linha do Equador, que é o principal __________________ da Terra. Além disso, __________________ é a distância, em graus, de qualquer ponto da Terra em relação a Greenwich, estabelecido como o principal __________________ do planeta.
A alternativa que melhor completa as lacunas acima é:
a) Coordenada geográfica, Ponto Cardeal, linha cartográfica, ponto de localização.
b) Ponto cardeal, coordenada geográfica, linha cartográfica, ponto de localização.
c) Latitude, paralelo, longitude, meridiano.
d) Longitude, latitude, meridiano, paralelo.
e) Latitude, longitude, meridiano, paralelo.

4) (UCS/RS) O globo terrestre é uma forma de representação da Terra. Nele podemos observar as linhas imaginárias, importantes para o estabelecimento das coordenadas geográficas, que são medidas estabelecidas para localizar um ponto na superfície do planeta.
Considerando as coordenadas geográficas, associe os termos listados na Coluna A aos conceitos apresentados na Coluna B.
COLUNA A
1 latitude
2 longitude
3 paralelos
4 meridianos
COLUNA B
( ) linhas imaginárias verticais que convergem para os pólos
( ) linhas imaginárias cujo plano é perpendicular ao eixo de rotação da Terra
( ) distância, expressa em graus, cujo ponto inicial é Greenwich
( ) medida, em graus, que estabelece as coordenadas ao norte e ao sul
Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da Coluna B, de cima para baixo.
a) 1, 2, 3, 4
b) 1, 2, 4, 3
c) 4, 3, 2, 1
d) 3, 1, 2, 4
e) 3, 2, 1, 4

5) (Ufpi) Sabendo-se que as coordenadas geográficas correspondem a um dos elementos básicos das representações cartográficas, é correto afirmar que:
a) Indicam a localização geográfica de lugares e são componentes indispensáveis aos mapas.
b) Correspondem a um sistema de orientação e servem para identificar zonas climáticas regionais.
c) São símbolos utilizados para fazer a relação entre a distância real e a distância gráfica dos mapas.
d) São referências gráficas que indicam áreas de mesma temperatura no globo terrestre.
e) São sinais aplicados na delimitação de cotas altimétricas e batimétricas do relevo.

6) (UFPB) Paralelos e meridianos são linhas imaginárias que se intercruzam na superfície terrestre. No cruzamento de um paralelo com um meridiano, há um ponto específico que determina a latitude e a longitude, permitindo a sua localização. Sobre as referidas latitude e longitude, é correto afirmar:
a) São medidas angulares entre dois pontos.
b) São distâncias em graus entre dois pontos.
c) São medidas em quilômetros entre a linha do Equador e o meridiano de Greenwich.
d) A latitude varia de 0º a 180º para Leste ou para Oeste.
e) A longitude varia de 0º a 90º para Norte ou para Sul.

7)(UFMT) :"Linhas imaginárias traçadas de pólo a pólo, atravessando a linha do Equador, perpendicularmente." O texto define:
a) latitudes
b) longitudes
c) paralelos
d) meridianos
e) círculos polares

8) (UDESC) Sobre o movimento de rotação, pode-se afirmar que:
I. consiste na volta que a terra dá em torno do seu próprio eixo (de si mesma) e é realizado de oeste para leste;
II. tem duração de aproximadamente 24 horas e é responsável pela incidência da luz solar por todo o Equador;
III. é responsável pela alternância entre os dias e as noites.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
d) Somente a afirmativa II é verdadeira.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

9) (UFLA) Analise as informações abaixo:
- São linhas imaginárias traçadas paralelamente ao Equador.
- É a distância medida em graus de qualquer ponto da superfície terrestre ao Equador.
- São linhas imaginárias que cortam perpendicularmente o globo e vão de um pólo a outro.
- É a distância medida em graus de qualquer ponto da Terra ao meridiano de Greenwich.
Assinale a alternativa CORRETA quanto ao tema a que se referem tais informações.
a) Dizem respeito ao entendimento da cartografia (projeções, escalas e outros).
b) Dizem respeito ao sistema de localização baseado nas coordenadas geográficas.
c) Dizem respeito ao sistema de fusos horários.
d) Ajudam a definir diferentes zonas de temperatura do planeta.

10) (URCA) Sobre as coordenadas geográficas, assinale o que for CORRETO.
a) A linha do equador sendo o paralelo inicial de 0º, tem o seu oposto em 90°, o qual define a Linha Internacional da Data que, em alguns pontos, avança para oeste ou para leste para incluir alguns lugares na mesma data que outros.
b) A linha do Equador e o meridiano de Greenwich definem, respectivamente, a divisão da terra em hemisférios meridional e setentrional e em hemisférios norte e sul.
c) Os paralelos localizados a 66° 33’N e S definem, respectivamente, os trópicos de capricórnio e de câncer.
d) Os meridianos definem os fusos horários do mundo, sendo que o meridiano de 45°W é o meridiano central do fuso horário que define a hora oficial de Brasília, que é a mesma do Ceará.
e) Os paralelos localizados a 23° 27’N e S definem, respectivamente, os círculos polares Ártico e Antártico

Fonte livro: SENE. Eustáquio de & MOREIRA, João Carlos. Geografia geral e do Brasil; espaço geográfico e globalização. vol. 1.
Fonte internet: Geografalando, GeoConceição,




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...