11 de julho de 2020

Lindo e comovente relato de aluna sobre estudar em tempos de pandemia...


Imagem: Reprodução
Apresento para vocês, colegas e leitores,  parte do texto feito pela aluna Jaqueline em resposta ao texto Isolamento social, da aula de  Sociologia. A postagem do texto foi autorizada, mas preferi colocar apenas o primeiro nome da aluna.
Elabore um texto relatando como você está vivendo o isolamento social em razão da pandemia pelo coronavírus. No texto você pode colocar as suas dúvidas, angústias, o que você está fazendo, as atividades que nunca tinha feito e que passou a fazer agora.

Texto da aluna Jaqueline💁
MUDANÇAS
Uma das primeiras mudanças que aconteceu nesse isolamento por conta da pandemia foi que minha casa virou escola, local para fazer alguns exercícios físicos (deixando claro que peguei esse costume com a minha mãe). Minha sala virou meu próprio cinema, meu quarto, bom continuou sendo apenas meu quarto e minha família as únicas pessoas que tenho total contato. Às vezes vem uma amiga da mãe aqui e alguma outra visita ali, mas isso diminuiu também.

O que mais acontece é que eu me perco nos dias, por exemplo, hoje é terça-feira e eu só sei disso porque é o dia que minha mãe vai trabalhar, mas chega amanhã e quinta por aí e já começo a trocar um dia pelo outro. Mas sei que isso não deve acontecer só comigo, pois como vivemos mais só em casa agora, nossa rotina mudou e isso nos confunde um pouco.

Outra mudança foi que minhas roupas favoritas para ficar em casa agora são o pijama, uma calça bem confortável com um moletom grande que amo e um roupão bem quentinho para me esquentar com esse frio, mas as vezes me olho no espelho e me dá aquela vontade de por uma roupa legal, fazer uma maquiagem legal e arrumar meu cabelo (que na maioria dos dias só passo uma escova com má vontade ainda e faço um coque e pronto) só para ficar em casa e quem sabe tirar uma foto para postar nas redes sociais. E voltando para assuntos mais sérios, a máscara virou uma das peças mais essenciais que eu uso quando me pedem para ir no mercado ou na padaria, enfim, uso em qualquer lugar que seja fora de casa onde eu possa cruzar com outras pessoas.

Uma das coisas mais difíceis para mim no meio de tudo isso é que eu não me acostumei muito com as aulas online, na verdade acostumada eu já estou, mas o complicado é me organizar e não esquecer de nenhuma data de entrega de tal trabalho de tal matéria, as fotos tento tirar o melhor possível para os professores conseguirem ler e entender o que está escrito, mas a minha câmera não é das melhores e muitas vezes não me ajuda, mas paciência porque sei que assim como está difícil para nós alunos, também está difícil para os professores, então tento me organizar o melhor possível para entregar as atividades em dia e tenho o maior cuidado com o meu celular tentando deixar ele com memória suficiente para eu não ter nenhum problema com as aulas.

Às vezes eu queria um dia com mais horas, nem que fosse 4 horas a mais, isso me ajudaria a ter mais tempo para fazer tudo o que tenho durante o dia, pois eu acordo geralmente as 10 (isso foi umas das coisas que mudaram também, porque antes eu acordava 5:40 para 6:40 para pegar o ônibus e ir para a escola), depois de levantar, tomo meu café, vou ver as mensagens de amigos e principalmente dos grupos de escola, logo depois se a mãe não estiver em casa (ela trabalha de diarista) eu tenho que fazer o almoço, arrumar a mesa, todos almoçam e depois lavo a louça e faço outros deveres de casa para assim depois pegar o caderno e estudar, me sobra tempo para pelo menos fazer um pouco de duas ou 3 (dependendo da quantia de conteúdos que enviam) matérias por dia. Minha mãe diz que eu demoro para concluir as atividades propostas, mas é que eu não gosto de copiar só as perguntas, mas também os textos, para assim, depois eu ver um sentido nas perguntas e se eu pudesse imprimir isso me ajudaria bastante, mas como não posso tenho que copiar tudo a mão. E umas das coisas que eu fico bem encabulada e em dúvida, são nas respostas que eu dou para as perguntas. Eu penso se está certa, se é aquela resposta mesmo e assim fico... Eu sou assim, não gosto de apenas dar um chute ou escrever qualquer coisa e pronto, mas claro que quando eu não sei mesmo a resposta eu tento responder do meu jeito ou deixo em branco.

Eu amo olhar séries e filmes ( ainda mais se forem comédia ou romance), mas me sobra tempo para olhar lá pelas 23:00 da noite, depois da janta. Parece que eu tinha mais tempo antes dessa pandemia, sei que muitos acham que por estarmos em casa temos bastante tempo livre, mas nem com todos é assim. Outra coisa que eu tento é arrumar um dia para ler algum livro e escrever algum texto com histórias fabulosas ( é mais uma coisa que eu amo fazer). (...)

Os dias passam que eu nem vejo, já estamos na metade do ano, que para mim passou voando e escuto nos jornais que a cada dia mil e poucas pessoas morreram e que já passamos de 1 milhão e tantos de pessoas infectadas e que mesmo assim com tantas mortes as pessoas continuam desrespeitando o isolamento, não tomando o devido cuidado, talvez se elas se colocassem no lugar do próximo, cuidando não só de si, mas sim de todos ao seu redor.

Não sabemos quando tudo isso vai acabar, então o que podemos fazer é se por no lugar do outro e se cuidar, respeitando o isolamento, usando máscara e sim continuarmos fazendo as aulas online e mandando os trabalhos, acho que seria muito ruim perdemos um ano letivo assim.

9 de julho de 2020

Aulas a distância no google classroom

Imagem: Reprdução
Olá colegas professores de todo o Brasil!

Hoje quero conversar com vocês sobre as aulas a distância, ou aulas remotas em tempos de pandemia e também sobre o uso do google classroom.

Vivemos tempos difíceis e de novas aprendizagens nesse período em que estamos longe das aulas presenciais. Cada estado do Brasil teve que tomar medidas protetivas de urgência para que as aulas continuassem, mesmo estando os profissionais da educação e os alunos em casa tentando se resguardar do covid 19. Mas é uma aprendizagem nova para a maioria de nós...São videoconferências, jornadas de atualização pedagógica, capacitação em letramento digital, entre outras.

Hoje, são novos termos que temos que dominar, como comunicação síncrona e assíncrona, live, ambiente virtual de aprendizagem, ferramentas de comunicação e interação online, adaptabilidade...

Para sobreviver em meio a tudo isso, achei por bem baixar um glossário de termos ead e no meu canal do YouTube fiz uma playlists chamada Google Classroom com todos os tutoriais que tenho assistido para tentar me entender com o uso dessa plataforma. Faço todos os testes e experimentos primeiro na sala de aula da minha conta pessoal e depois passo para o google sala de aula institucional. Para mim isso está começando a dar certo, depois de todas as noites mal dormidas e das crises de ansiedade que tive e que muitos de vocês devem estar passando.

Se você quiser compartilhar a sua experiência, suas aprendizagens e experimentos feitos para viver os novos desafios eu vou ficar muito grata. Minha vontade é que a partir desse texto possamos trocar muitas experiências para fazer o nosso trabalho da melhor forma possível e ao mesmo tempo preservar a nossa saúde.
Imagem: Reprodução

Fonte: 
http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/glossario_termos_ead.pdf
https://www.youtube.com/playlist?list=PL_mNYwajHsr7ytL7x0bgoTYy-6Kp5Ao6b

28 de junho de 2020

Videoaula Grécia Antiga - Professor Pittan


A videoaula de hoje é sobre a Grécia Antiga, considerada o berço da civilização ocidental por ter deixado uma grande herança cultural para a civilização contemporânea.

A Grécia Antiga foi uma civilização que se desenvolveu na Europa, ao sul da Península Balcânica em uma área onde a maior parte do terreno é acidentado, montanhoso e pouco fértil.
Imagem> Reprodução
Os historiadores dividiram a Grécia em cinco períodos: pré-homérico, homérico, arcaico, clássico e helenístico.

Assista ao vídeo e tire as suas dúvidas.
GRÉCIA ANTIGA

25 de junho de 2020

Vídeoaula As primeiras civilizações - Professor Pittan

Imagem: Reprodução


As primeiras civilizações surgiram depois que o ser humano aprendeu a cultivar e a domesticar animais. 

Foi no Oriente Médio que tiveram início as civilizações, que se formaram em torno dos rios, como é o caso da Mesopotâmia (rios Tigre e Eufrates) e do Egito (rio Nilo).

O crescente fértil
Imagem: Reprodução
"O crescente fértil foi uma importante região, especialmente para o início da sedentarização de diversos povos. Ela leva este nome porque, localizada entre os rios Tigre, Eufrates, Jordão e Nilo, tem um formato que se assemelha ao de uma lua crescente. Foi nessa região que se desenvolveram as primeiras populações sedentárias da humanidade, que passou pela revolução agrícola e, posteriormente, pela revolução urbana." (InfoEscola)
AS PRIMEIRAS CIVILIZAÇÕES - Parte 1

AS PRIMEIRAS CIVILIZAÇÕES - Parte 2

24 de junho de 2020

Vídeoaula Pré-História - Professor Pittan


Imagem: Reprodução
Hoje iniciamos uma série de vídeos aulas de história elaboradas pelo professor Jorge Pittan. E o primeiro vídeo é sobre a pré-história.

A pré-história é um vasto período de tempo antes de registros escritos ou documentação humana. Inclui a "Revolução Neolítica", que foi a transição em grande escala das culturas humanas do estilo de vida de caçador-coletor e nômade para um agrícola e sedentário fixo, possibilitando o aumento populacional.
"A observância da própria natureza permitiu que as primeiras técnicas de cultivo agrícola fossem pioneiramente desenvolvidas. Com isso, a garantia de alimento se tornava cada vez mais acessível e a constante necessidade de deslocamento se tornou cada vez menor". (Mundo Educação)
PRÉ-HISTÓRIA